domingo, 22 de março de 2009

"Traduzir-se" por Fagner, poema de F. Gullar.Há momentos felizes!

video

Não há muitas palavras para um domingo que se deixou acontecer...



E tudo passou a girar à volta do dinheiro. Do que é lícito ao ilícito! Que cansaço...

Peguei em S. Maugham. Aí vai!


"O dinheiro assemelha-se a um sexto sentido sem o qual não podemos fazer uso completo dos outros cinco"...


E já agora passem pelo branco no branco,

óptima receita para um tipo de cansaço dos dias de hoje!