Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março 22, 2011

Exposição "Eu-próprio os outros" - na Perve Galeria

Palavras para quê? É ir e deslumbrar... para mais ver AQUI
A escultura que abre este video chama-se "A morte de Inês de Castro".

Memórias...

Como disse hoje Mário Zambujal, " há toda uma geração que nasceu com Artur Agostinho..."Eu pertenço-lhe. Eram duas as vertentes, a do futebol relatado que o meu pai ouvia religiosamente e a mim nada dizia... e a outra muito importante, ao sábado à noite, "Serão para trabalhadores", onde desfilavam os nacionais cancenotistas, sempre apresentados com a maior animação. Assim era a rádio, com AA, a junção da família, numa única voz e nas escolhas musicais, anos 50/60. De resto tudo é conhecido e sobejamente apreciado. Um ícone nacional a que algumas gerações não puderam ficar indiferentes.
1920- 2011

`"Águas de Março", a dita faz jus ao dia

Hoje pela manhã tinha como presente esta fotografia no meu correio.Ela é do João Viana , o fotógrafo oficial deste" nosso reino". Todas as notícias vão no sentido de um bem que escasseia , "A ÁGUA". Os dias de e de... sempre servem para despertar estados de (in)consciência. Olhai para este espelho de água, o atlântico, e reflitam-se nele.

O meu poemário...

Enquanto passam as notícias da 1.ooh, com a imprensa diária, o coração aperta-se.... "o PEC estrangula o país"... e assim será.
Mas quando aqui cheguei, depois de ver o último filme com Deneuve, "Postiche"= " a dondoca" ,foi para vos deixar um poema de mais um poeta vivo adotado há muitos anos por Cascais, Herberto Hélder.
O filme, não o percam. Ozon, surpreende sempre.


QUE NÃO há nenhuma tecnologia paradisíaca,

mas com que estranheza se habita o mundo,
olhando de viés o outro lado das linhas,
onde se emaranha o nome profano que se inventa
como se fosse o inominável, movido,
oh inebriamento!
miraculosamente até
desastre da beleza

HH (1930)

Ofício Cantante