quarta-feira, 18 de junho de 2014

hoje, "dou-te um verso" amanhã, logo se vê...


Kasimir  Malevich. Kiev, 1878 1935
é  lentíssimo este amor progredindo com o bater do coração