Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio 1, 2016

1º de maio

Em Portugal, a tradição das festas cívicas (em sentido moderno) vinha do vintismo. E, a partir da década de 80, ela foi actualizada por liberais e republicanos com a promoção de "cortejos cívicos" em honra dos grandes precursores e encarnadores da "alma popular" ou "alma nacional". Porém, no 1º de Maio, o proletariado pretenderá afirmar-se como sujeito da história, qual novo Prometeu que, devido à missão que Cronos lhe atribuía, só poderia "considerar-se triunfante quando com ele toda a Humanidade triunfe, no triunfo supremo da Revolução social. De facto, tanto nos textos que propagandeavam o dia, como nos cenários que decoravam a festa, o espectáculo do 1º de Maio teatralizava uma certa ideia acerca da vocação histórica das classes trabalhadoras, estribando-se nos postulados essenciais da antropologia que, afinal de contas, dava sentido a toda esta "festa revolucionária" moderna: o humanismo prometeico e a crença na perfectibilidade do hom…