terça-feira, 29 de maio de 2012

domingo, 27 de maio de 2012

Bom domingo e até um destes dias...


Sim, porque quando se vai a algum lado não se sabe se há retorno... E, também preciso de descansar um pouco das lides blogosféricas.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Eles esperam o "relvas"... Transumância, "oblige"...


 A transumância não é só praticada pelo gado ovino, bovino, muar and so on.... Os ministros também  são transumantes...
Fotografias na Quinta do Pisão.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Cansemos a nossa vista com as coisas belas que nos rodeiam...



E... esqueçamos por momentos longos o que vamos ouvindo... Fere o ouvido e a alma...
Nos meus passeios a pé, encontro o majestoso jacarandá e o bravo pessegueiro.
Momentos de ouro....

terça-feira, 22 de maio de 2012

Momentos de ouro sobre o azul...

ARTEMAR ESTORIL 2012 , a ler , é um movimento artístico que dá ao  nosso paredão Estoril/Cascais momentos lúdicos e de exacerbação artistica.
Por aqui, a crise vive-se... mas talvez a depressão possa ser menos acentuada pela sua beleza infinita...
Apareçam, pois...



Leituras...

Era uma vez uma pessoa que procurava a sabedoria. Tinham-lhe dito que para a atingir tinha sempre de aceitar e recusar ao mesmo tempo tudo o que lhe fosse oferecido, dito ou mostrado. Quando perguntava por onde era o melhor caminho e lhe diziam “é por ali” ela devia seguir imediatamente nesse sentido e depois no sentido contrário. Tendo assim percorrido todas as direcções indicadas e as não indicadas, sem mais caminhos a percorrer, sentou-se no chão e começou a chorar. Sem saber, tinha chegado.

Ana Hatherly


 de A. H. , Labirinto de Letras

Ainda pensando as vítórias da Académica em outros tempos...



Ontem não consegui encontrar estas fotografias que fiz há uns dois anos na antiga Associação Académica em Coimbra aonde funciona hoje um polivalente restaurante, STILL IS, em que o 1º andar tem várias salas, para além das escadas de acesso, com as paredes forradas com belíssimas fotos , muitas delas ampliadas, com momentos gloriosos da antiga Briosa...
Ontem, quando vi o jogo, estes atuais jogadores pareceram-me uns meninos de coro...

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Momentos de ouro...

Eu , pela natureza, com os meus amigos e a arte integrada na mesma.
Landart 2012, um passeio pela Quinta do Pisão, perto da Lagoa Azul, Cascais. Algo que aconselho vivamente para quem gosta de percursos na natureza.



domingo, 20 de maio de 2012

Mancha Negra -Nossa Briosa

Continuação de bom fds... Hoje, às 19h, Estoril Jazz




"Eu acredito que se deve tentar fazer música  o mais bonita possível. Não deve ser feita com desencanto.
Há tanto ódio no mundo; temos de o combater com beleza."

Stan Getz

sábado, 19 de maio de 2012

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Património, seu dia. Mas qualquer dia é bom para visitas mais alargadas...


 (clicar) Monserrate, em Sintra, uma pérola que um dia poderá brilhar no seu todo.
Como foi possível ter chegado a este ponto?
Um património inestimável.


Aconteceu andar por aqui um destes dias de intenso calor. 

Pintores portugueses

                 Guilherme Parente, Pescatori, sem data

Nada nele é febril e tudo contém  maravilhoso. Não é uma alucinação ou um contínuo de alucinações, mas encaminha-se para o êxtase, por vezes em alegria, outras vezes em meditação...

Palavras de F. de Azevedo

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Pintores portugueses

              José Escada, 1934-1980, sem título

«Ce qui tremble toujours un peu,
alors, c'est dans nous...»

São versos de um poema que Escada usou como epígrafe para uma exposição sua. Que nesta, seja entendível esse frémito subtil que percorre em emoção e em autêntica pureza a sua obra acabada.

Palavras de Fernanado de Azevedo

quarta-feira, 16 de maio de 2012

O voo...



A alegria e acoragem são um par de asas que nos fazem voar à procura do infinito.
Assim aconteceu...

Um dia que começo a festejar...

    
Tuas coisas de mulher
O pente
Os sapatos
A escova
As meias naturais
A camisa ingénua
Os seios despertos

A desordem dos restos fúteis
Do teu corpo
                               

 Pintura de António Dacosta, A Imagem Perdida e um poema do mesmo autor

terça-feira, 15 de maio de 2012

"SPÉCIALE INVESTITURE"... Vive la France et le mot "SOCIALISME"

Jazz, ESTORIL JAZZ


Scott Hamilton, dia 18 de Maio, ESTORIL JAZZ, Auditório do Casino Estoril.

PINTURA DE STUART CARVALHAIS

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Navegar é preciso... viver, também


Pintura de Ronaldo Mendes, que me fez lembrar este imenso mar que tanto nos podia ajudar....
Como há tempo dizia o amigo Sérgio Ribeiro, " somos o maior país da Europa com a linha atlântica que é nossa pertença".
Podíamos viver tão bem...

domingo, 13 de maio de 2012

Momentos...

                                             A Mão de Deus ou a Criação, de Rodin

Uma mão pode acariciar, ameaçar, agarrar, bater, criar, e mesmo matar...
Com a mão, o homem exprime-se e manipula o mundo ou pelo contrário pode construir um  à sua imagem.

Domingo com paz... Momento de ouro...

sábado, 12 de maio de 2012

Ao céu chegou mais uma "estrela"...


Fotografias tiradas ontem em Monserrate, Sintra

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Isto não podia ter acontecido...

Está com um ar tranquilo e feliz. De onde vem a sua felicidade? De muitas coisas... Dos projectos muito entusiasmantes que tenho pela frente, mas acima de tudo por ter encontrado o equilíbrio entre o trabalho e a coisa mais importante na vida, que é a família.
(Bernardo Sassetti, em entrevista)


No limite da  procura do belo o "buraco" mais negro pode acontecer...

1970-2012 (clicar)



quarta-feira, 9 de maio de 2012

Dia da Europa.... Mas que Europa?

«A Europa é feita de cafetarias, de cafés. Estes vão da cafetaria preferida de Pessoa, em Lisboa, aos cafés de Odessa frequentados pelos gangsters de Isaac Babel. Vão dos cafés de Copenhaga, onde Kierkegaard passava nos seus passeios concentrados, aos balcões de Palermo. (...) Desenhe-se o mapa das cafetarias e obter-se-á um dos marcadores essenciais da "ideia de Europa"

George Steiner, in A Ideia de Europa



 Este o primeiro axioma que Steiner convoca no seu ensaio para pensar uma Europa em desagregação. Desapareceram os cafés. E os que, ainda, sobrevivem - como, por exemplo, o Flore - já não são habitados pela ideia de infinito, mas antes por uma espécie de melancolia generalizada dos europeus, servindo apenas de espelho retro-reflector de um esplendor apropriado à admiração de turistas nostálgicos, refinados ou fetichistas que cruzam o seu limiar com o olhar vago de quem olha para uma qualquer sofisticada reconstituição histórica.
In Blogue , O Leitor sem qualidades
.

terça-feira, 8 de maio de 2012

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Leituras...

"Mas as implorações da mãe não impediram que, na manhã seguinte, João Sem Medo se esgueirasse de Chora-Que -Logo-Bebes e se dirigisse à socapa para o tal Muro que cercava a floresta e onde alguém escrevera este aviso:
É PROIBIDA A ENTRADA
A QUEM NÃO ANDAR
ESPANTADO DE EXISTIR
"

in, Aventuras de João Sem  Medo

Pintura de Almada Negreiros, Mulher Pensando

Há TPCs que geram estes frutos... É a melhor aposta da vida...

sábado, 5 de maio de 2012

Hoje celebra-se os que partiram... Vai ser uma grande noite, e...


E, nesta festa, vou incluir um grande Homem, o meu  pai , que nos deixou há precisamente quinze anos.
Foi uma grande estória de amor e de vida...

Bom fim de semana...

Mas há quanto tempo este nosso Mar... não exibia uma fotografia do João Viana !
Tirada há poucos dias , mostro aqui a praia da Claridade.
Imagino a beleza que será , hoje, ás 20h 09m, a Lua Cheia no máximo da sua plenitude.
Todos à rua...

sexta-feira, 4 de maio de 2012

"a imprevisibilidade da vida"...

ERA UMA VEZ disse...
Fernando

Ele e a sua lente
ele e a sua arte
feita de olhares atentos indiscretos sobre o quotidiano
ele e os detalhes
tantos...

ele e a sua câmara curiosa
inteligente
criativa
gloriosa
às vezes clandestina

ele a sua João linda
demorando as palavras inteligentes
(Eles GENTE)
nos lugares de sempre
e a cultura dum tempo que era o nosso
(talvez ainda seja)
eles no lado certo da vida

partem um a um os homens bons deste país
súbita partida
incrível debandada
e nós
eternas "abelhas na chuva"
cabeça atordoada

reinventando teimosamente a eterna caminhada

4 de Maio de 2012 00:47

De uma amiga que gosta de se passear pelas águas deste Mar...
Eliminar