domingo, 29 de abril de 2012

Danza Preparata

Dia Mundial da Dança...

"Perdido seja para nós, aquele dia em que não se dançou nenhuma vez! "
Friedrich Nietzsche
Pintura de João Vaz de Carvalho

sábado, 28 de abril de 2012

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Portugal , por Stanley Kubrick


Há poucas semanas, em Bruxelas, vi uma belíssima exposição de fotografia de Stanley Kubrick como fotógrafo. Dezenas de fotografias. Belissimas. Entre elas encontrei algumas desta série, que SK tirou em Portugal, em 1948, e considerou "forma arcaica e bizarra" a maneira de vestir das mulheres da Nazaré  assim como das crianças...
Pesquisando, encontrei este blogue (clicar) interessante que fala precisamente dessa passagem com complementos fotográficos. Parar para ver... :))
E pensei... Se tivesse passado 30 anos depois, teria feito precisamente as mesmas fotografias.

Podia ter pés para andar... Passem aos vossos amigos...

Receebi via e-mail, cumpri o pedido e partilho convosco.... É mais do que verosímil. :))

VAMOS TENTAR!!!!!
Alteração da legislação A soberania, ou seja, o poder de decidir dos destinos de uma nação está nas mãos da nação que somos nós.A informação desperta as consciências e mobiliza as vontades, façamos circular esta lista.
Pede-se a cada destinatário deste e-mail que o envie a um mínimo de  vinte pessoas em sua lista de contatos, e por sua vez, peça a cada um  deles que faça o mesmo.

Em três dias, a maioria das pessoas neste país lerá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente   deve ser considerada e revista por todos os cidadãos.
Alteração da Constituição de Portugal para 2012 para poder atender o seguinte, que é da mais elementar justiça:
         1. O deputado será pago apenas durante o seu mandato e não terá reforma proveniente  do seu mandato.
         2. O deputado vai contribuir para a Segurança Social de maneira igual aos restantes cidadãos. Todos os deputados (Passado, Presente e Futuro) passarão para o actual sistema de Segurança Social, imediatamente.
         3. O deputado deve pagar seu plano de reforma, como todos os portugueses.
         4. O deputado deixará de votar o seu próprio aumento salarial.
         5. O deputado vai deixar o seu seguro de saúde atual e vai participar no mesmo sistema de saúde como todos os outros cidadãos portugueses. O deputado irá participar nos benefícios do regime da S. Social exatamente como todos os outros cidadãos portugueses e da mesma maneira.
         6. O deputado também deve estar sujeito às mesmas leis que o resto dos portugueses. O fundo de pensões não pode ser usado para qualquer outra finalidade. Não haverá privilégios exclusivos.
         7. Servir no Parlamento é uma honra, não uma carreira. Os deputados devem cumprir os seus mandatos (não mais de 2 mandatos), e, depois, procurar outro emprego.
O tempo para esta alteração à Constituição é AGORA. Forcemos os nossos políticos a fazerem uma revisão constitucional.
Assim é como se pode  CORRIGIR ESTE ABUSO INSUPORTÁVEL DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA.
Se você concorda com o acima exposto, ENTÃO VÁ PARA A FRENTE.
Se não, PODE DESCARTÁ-LO.
Você é um dos meus 20 contatos.
Por favor, mantenha ISTO A CIRCULAR


**** Peça fotografada no Museu Conde Castro Guimarães, arquelogia

quinta-feira, 26 de abril de 2012

"A las 5 de la tarde"(Federico Garcia Lorca))

Aconteceu há pouco...


  Ó terra de ninguém, ninguém, ninguém:
eu te pertenço. És cabra, és badalhoca,
és mais que cachorra pelo cio,
és peste e fome e guerra e dor de coração.

Eu te pertenço mas seres minha, não.

Jorge de Sena

quarta-feira, 25 de abril de 2012

25 de Abril de 2012, com os presentes e os ausentes...


Portugal
Gostava de te beijar muito
apaixonadamente
Na boca

(Jorge Sousa Braga, Portugal)

terça-feira, 24 de abril de 2012

Porquê a 24 Miguel? Amanhã é dia 25 de Abril...


A a tua partida prematura dará mais força à nossa luta. Hoje, amanhã e sempre.
Para ti, estas cravinas singelas que alegram o meu canteiro.
Até amanhã.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Leituras...

Procuremos somente a beleza, que a vida
É um punhado infantil de areia ressequida,
Um som de água ou de bronze e uma sombra que passa...

Eugénio de Castro

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Portugal e os seus poetas... (3) e, bom fim de semana






Portugal
Não imaginas o tesão que sinto
quando ouço o hino nacional
(que os meus egrégios avós me desculpem)

(Jorge Sousa Braga, Portugal)












Queria que os portugueses
tivessem senso de humor
e não vissem como génio
todo aquele que é doutor

Agostinho da Silva, Queria que os portugueses
Pinutra de Mário Cesariny

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Portugal e os seus poetas... (2)

 Portugal

E tenho vinte e dois anos e tu às vezes fazes-me sentir como se tivesse oitocentos
(Jorge Sousa Braga, Portugal)



Portugal já tem oitocentos anos
E está pregado sempre aqui à beira-mar.


O Álvaro de Campos - repito- chateia-se com tudo isto.

Diz ele qe das duas uma: ou desata à porrada,
Ou então vai para Glasgow
Depois de depois de amanhã.

(José Terra, Decisão)

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Parei, olhei e gostei... Leituras

 Natureza Morta de Mário Silva, acervo pessoal

Apenas nas Crises Atingimos as Nossas Profundezas
 Tudo o que o nosso corpo faz, excepto o exercício dos sentidos, escapa à nossa percepção. Não damos conta das funções mais vitais (circulação, digestão, etc.). O mesmo se passa com o espírito: ignoramos todos os seus movimentos e transformações, as suas crises, etc., que não sejam a superficial ideação esquematizante.
Só uma doença nos revela as profundezas funcionais do nosso corpo. Do mesmo modo, pressentimos as do espírito quando estamos em crise.


Cesare Pavese, in Ofício de Viver

Portugal e os seus poetas... (1)


Patriota?
Não: só português.
Nasci português como nasci
louro e de olhos azuis.

(Alberto Caeiro)



O meu sabor é diferente.
Provo-me e saibo-me a  sal.
Não se nasce impunemente
Nas praias de Portugal.

(António Gedeão, Poema da Malta das Naus)

Quem dá o que lhe dão é amigo do coração... Para ver até ao fim... :))

terça-feira, 17 de abril de 2012

Estórias de vida e de amor...

Das leituras aéreas... ainda com o sentido do "voo", mostro-vos uma borboleta...

Trabalho de DAMIEN HIRST, o artista vivo mais rico do mundo e que neste momento expõe na Tate Modern.
Tem trabalhos de que gosto, outros, nem ver... Mas vale a pena uma pesquisa Google.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Leituras aéreas... palavras que vêm ao nosso encontro

Comentário sobre o SIM e o NÃO
A CASA E A VIAGEM
Uma pequena nota sobre: sim, não
Por um lado, isto: o humano tem necessidade de uma afetividade que tranquilize, uma afetividade do SIM.
Mas esta é uma afetividade, no fundo, que desconversa, que não prolonga o diálogo.
- Concordas comigo? Sim. Gostas de mim? Sim. Estás de acordo? Sim.
E por outro lado, fora de casa, em viagem, afastados do ambiente familiar, entramos no mundo que não excita a cabeça, que nos obriga a mudar de posição, dos pés e do resto do corpo. Aí, portanto, entramos numa outra tensão. E é aí que surge a ligação do Não. O Não que faz, afinal, também uma amizade, mas bem distinta.
De fato é aqui, no Não, que começa a conversa:
- Não, não concordo, porque penso isto e isto e isto.
A expressão: sim, concordo - que parece muito simpática, termina, afinal as conversas logo ali.
O Não, não concordo, ou  Não,  não compreendo, é afinal aquilo que estranhamente prolonga a conversa.
A viagem, em parte, pode ser vista como a deslocação que se faz em direção ao que se não compreende, ao que se não conhece.
Todas as viagens são deslocações em direção ao Não.
( dois diálogos possíveis.)
1º Diálogo:
_Para onde vais viajar?
_ Vou para o NÃO.
2º Diálogo
_ Vais viajar?
_ Não. Vou ficar num sim que já conheço.
_ Que sim é esse?
- A minha casa.)
Texto de Gonçalo M. Tavares , de quem muito gosto.

                                                                                                                   

Dia Mundial da Voz... Diz -me como "cantas" , dir-te-ei como és....

domingo, 15 de abril de 2012

Momentos primaveris.. mesmo com chuva à porta

Adoro amores-perfeitos. Em canteiros públicos e privados.Bem tratados, ou seja com a água suficiente para se alimentarem , são quase eternos. Resistem ao vento, à chuva e à neve. A floração, em boas condições, é permanente.
Por isso são perfeitos, amorosos e únicos...

sábado, 14 de abril de 2012

Um programa para amanhã, quem sabe...?

A vida como ela é... O olhar dos outros



"As maravilhas da vida quotidiana são tão emocionantes. Nenhum diretor de filmes pode organizar o inesperado que você encontra na rua."
Doisneau, 1912-1994
Uma boa oportunidade, esta efeméride, para viajar através do olhar de Doisneau

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Bom fim de semana...



Um olhar primaveril...



Neste olhar primaveril há uma luz que se desvenda ao fundo do tunel...

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Recordações pós traumáticas... A arte salva...

"A mente adora imagens cujo significado é desconhecido, uma vez que o próprio significado da mente é desconhecido."

quarta-feira, 11 de abril de 2012

des-com-pri-mir ... é preciso...


Grafólogos, eis aqui a letra manuscrita de Brel... "La chanson des vieux amants"





Aqui, pudemos ver as letrinhas , talvez indicativas da personalidade de cada um deles, dos Homens que tanto aprendemos a amar , e que também amaram e foram amados.
Manuscritos , troca de correspondência, momentos de criação que Bruxelas acolheu  por razões diversas autores, políticos, músicos, pintores... todos reunidos sob o nome de "exilados".
As razões que os levaram a deixar os seus países são muito diversas: a política, as finanças, a religião, uma crise pessoal, o amor ou o azar...

terça-feira, 3 de abril de 2012

Pensando a Páscoa...


A cada  um as suas rendinhas...
E, ao pensar a época pascal, algo de GANDHI me agradou.. " Eu gosto de Cristo. Eu não gosto de vocês, cristãos. Vocês cristaõs são tão diferenres de Cristo."

domingo, 1 de abril de 2012

Os meus ovos preferidos....




Gosto de ovos de toda a maneira... na doçaria conventual, nem se fala. .
Mas, para os olhos, senhores , que também comem  e de que maneira, prefiro o Ovos de Fabergé.