quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

metáforas pictóricas para a queda da última folha do calendário de 2014. amanhã um outro dia e um outro ano...









... e se encontrarem outras metaforas, digam-me...
Eu sei que há mais.

Uma transição na qual me sinto mais à vontade de a todos desejar um 2015 com saúde e o tal amor , o sonhado, o vivido e o da recordação..., sempre do vosso lado .

Do resto, as esperanças são poucas.

Aos amigos que por aqui vão passando e eu não tenho visitado, vos digo, não têm sido os meus melhores dias. Tenho-vos na alma, naquele cantinho que guarda os afectos da blogosfera.
Para mim , 2015 vai ser muito bom. Eu, sofredora de família curta, em breve , vou passar a ser a avó Ana, do casal mais feliz que conheço. Na idade deles era assim... 

Beijos grandes a todos.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

364º dia do ano de 2014. A velocidade TGV, aproximamo-nos do fim...

Estação de Alcântara,
Porque, afinal, como as pessoas que nos cercam, também a crise tem as suas qualidades, a par dos seus defeitos. Basta aprender a abraça-la com o carinho ou com o desprezo que, em cada caso, ela merece
E, bem ao gosto lusitano, esperar que a crise de hoje passe a  ser a anedota de amanhã.
Sejamos pois, audaciosamente criativos em tudo o que de nós depender; e prudentemente realistas em tudo o que dos outros depender.
Dizia Albert Einstein que "em momentos de crise só a imaginação é mais importante que o conhecimento"
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

E... entretanto, para os amigos que me visitam no FB, quero informar que ainda não o consegui recuperar, depois daquele video malicioso que eu mal abri, mas que contaminou este "companheiro"e já me obrigou a gastar uma pipa de massa... Aqui , esta crise, torna-se "desprezível" aos olhos de quem a causa... "malware"....
  


sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

sonhos meus ...


... e os de Ronaldo Mendes, o pintor.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

BOAS FESTAS...

... a partir aqui de casa.

Que a noite e o dia seja a vosso jeito e sentir.
São os meus desejos amigos.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

domingo, 21 de dezembro de 2014

Leituras no meu jardim, com sol ...



Jardim dos Passarinhos ou Carlos Anjos, Monte Estoril


"Devemos o progresso aos insatisfeitos", A. Huxley. hoje, ESCRITO NA PEDRA, jornal Público

Pensando bem ou andando a pensar mais ou menos bem, por estas bandas , progresso é coisa que vai faltar. 
Individualmente, cada um pode superar algo na sua vida, se para isso a arte e o engenho ajudarem .
No colectivo, não vejo, nem uma sombra disso acontecer. 
Parece não haver insatisfeitos nem indignados.

sábado, 20 de dezembro de 2014

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Recebi este presentinho... "Os Fugitivos"

Os Fugitivos, de Fátima Ramalho, 2014

"Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte."

Goethe



.. como retribuição de Boas Festas da amiga e pintora Fátima Ramalho, recebi virtualmente esta pintura, que Fátima apelidou de "Os Fugitivos". 

Ontem, jantámos . A explicação veio contrariar o que eu tinha pensado, a fuga de José e Maria...
Mas não, para Fátima, o único símbolo do Presépio, é o burro, símbolo de meio utilizado para a fuga.
 Andamos sempre a fugir de qualquer coisa.  Para muitos,  na vida, o poiso é sempre incerto, o amor, o ideal do mesmo é uma procura constante, logo a fuga para a procura dessa satisfação pode impelir-nos para uma "fuga" , abençoada ou desastrosa . Tenta-se sempre uma escapadela para para o bem estar pessoal ou uma fuga para produzir efeito para o bem colectivo. Também fugimos de nós mesmos, dos nossos fantasmas...
Fátima Ramalho, já fez várias" fugas" na vida. Agora, pelo que sei, no recato da sua casa, num pequeno paraíso,  no coração de Cascais, vive na procura da cor e do tema. Ambas , não lhe faltam.
Trarei aqui mais vezes esta amiga. Nem sei porque o não fiz ainda.  

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Pietro , contador de estórias de sonhos "abensonhados"... Tudo uma questão de tempo...








Ir à Lx Factory, à livraria de culto, Ler Devagar , é sempre um momento de festa.
Desta vez resolvi ir ter com o Pietro, que conheço há muitos anos e a cuja família estou de certa forma ligada sazonalmente. Encontros na Casa da Pérgula, Algarve. . Pietro , não aparece por lá há muito e também não se lembrava de mim.Mas, para o caso, não interessa. Interessaram-me as estórias  e os sonhos de Pietro, passados a máquinas de tempo para ver e sentir com tempo...

Kandinsky, nascido a 16 de dezembro de 1866, efeméride




Ler, ler muito, por AQUI.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

"A menina grande, que desenha todos os dias desde há muitos anos"...


A menina AQUI, é a ilustradora de mais uma estória, desta vez de  João Pedro Mésseder, ou dos dois... , quem sabe?
Em Portugal uma menina grande é destroçada aos poucos. Bombardeada por notícias, bombardeada por escândalos, precariedade e o medo, bombardeada com o choque ao ver a inocência dos outros, perdida à custa de números e economias. E desenha no meio dos destroços sociais.
....

Ana Biscaia foi em 2013  premiada como a melhor ilustradora infantil . Aqui.
Mais um livrinho para as vossas boas escolhas natalícias e não só...
Parabéns e felicidades, Ana.
Quem sabe se ajudará as crianças e adultos a encontrar um mundo melhor?

Pouca terra... pouca terra... Boa semana



domingo, 14 de dezembro de 2014

Anjos...



Ontem, na igreja de Santa Engrácia, concerto de órgão e as vozes de Media Vox Emsemble.
Nestes momentos penso nos anjos que há em cada uma destas vozes.

Aforismos. A vida está cheia deles...



Livraria Sá da Costa
Há livros escritos para evitar espaços vazios na estante.
Carlos Drummond de Andrade
Respirar é uma doença!
Charles Bukowski
Engolimos de uma vez a mentira que nos adula e bebemos gota a gota a verdade que nos amarga.
Denis Diderot
Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.
Eça de Queiróz
Felicidade em pessoas inteligentes é a coisa mais rara que conheço.
Ernest Hemingway
Não me venham com conclusões! A única conclusão é morrer.
Fernando Pessoa
A mentira é o único privilégio do homem sobre todos os outros animais.
Fiódor Dostoiévski
Ninguém pode ser sábio de estômago vazio.
George Eliot
Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.
George Orwell
Algo deve mudar para que tudo continue como está.
Giuseppe Tomasi di Lampedusa
Tenha cuidado com a tristeza. É um vício.
Gustave Flaubert
Não há mentira pior do que uma verdade mal compreendida por aqueles que a ouvem.
Henry James
É permissível a cada um de nós morrer pela sua fé, mas não matar por ela.
Hermann Hesse
É pecado pensar mal dos outros, mas raramente é engano.
H. L. Mencken

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Eu "TAP"

Trabalho de Ronaldo Mentes

Tu TAPas
.....
Eles Escondem...
E, está um frio de rachar...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Dou-vos um verso...


A poesia vai acabar, os poetas
vão ser colocados em lugares mais úteis.
Por exemplo, observadores de pássaros
(enquanto os pássaros não
acabarem)

Manuel António Pina, A Poesia Vai

As minhas fotos.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Direitos e deveres...


As minhas fotos


Bem cedo, adolescente, ou eu comprei ou alguém me ofereceu emoldurado, não me lembro , todos os passos dos Direitos Humanos, numa edição do ITAU.
Só há poucos anos a minha mãe decidiu faze-los desapartecer...
E, será que eles existem mesmo?
Dizia o meu avô :- o homem, é ser mais "imundio", que existe ao cimo da Terra. 
O meu avô era analfabeto, ou seja iletrado...

"Toda uma biblioteca de Direito apenas para melhorar quase nada os dez mandamentos."

Millôr Fernaandes

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

"os arquitectos são poetas também", disse Cottinelli Telmo . E, assim é...


Sanatório da Covilhã




Sobre José Angelo Cottinelli Telmo (Lisboa, 1897 - Cascais, 1948) , eu sabia muito pouco e o pouco que já soube,  tinha esquecido.
Fiz uma imensa viagem num espaço não muito grande , mas muito acolhedor, no interior do Padrão dos Descobrimentos, que qualquer um de vós pode fazer, desde que a distância não vos impeça e que dura até Abril de 2015. 
De uma concepção artística  irrepreensível, como sempre nos habituou António Viana e comissariada cientificamente por João Paulo Martins,  há a história de vida criativa de Cottinelli, de uma abrangência sem medida...
Não vos contar todas as surpresas... Só uma , que pelos vistos não era só minha...
"A Canção de Lisboa", primeiro filme sonoro em Portugal foi da sua realização, e não de Leitão de Barros , como supunha. Este último, era tão só , seu cunhado.
Boa viagem...