terça-feira, 31 de agosto de 2010

Saio de Agosto com gosto...


P.s. - por lapso, o pequeno texto dedicado a este filme ficou no post anterior...

Só agora reparei. 1.09. o10

Vai-te embora ó mês de Agosto - mês em que tudo pode ser possível e impossível...






Filme/documentário que todos que o viram muito aplaudiram,sobretudo os que conhecem a vida de um mês de agosto no Portugal interior e serrano .Contudo , Miguel Gomes, realizador do filme, continua a intrigar e a ter um enorme sucesso nos Estados Unidos e considerado "como inclassificável: o "New York Times, ainda diz " que o realizador quebra as barreiras entre a fição e o documentário"... " ao serviço de uma experiência caleidoscópica".

Provérbios de agosto
•Agosto tem a culpa, e Setembro leva a fruta.
•Em Agosto, antes vinagre do que mosto.
•Em Agosto, nem vinho nem mosto.
•Em Agosto, Sardinhas e mosto.
•Em Fevereiro, chuva; em Agosto, uva.
•Luar de Janeiro não tem parceiro; mas lá vem o de Agosto que lhe dá no rosto.
•Não é bom o mosto colhido em Agosto.
•Nem em Agosto caminhar, nem em Dezembro marear.
•O mês de Agosto será gaiteiro, se for bonito o 1º de Janeiro.
•Por Santa Maria de Agosto repasta a vaca um pouco.
•Primeiro de Agosto, primeiro de Inverno.
•Quando chove em Agosto, não metas teu dinheiro em mosto.
•Quem em Março come sardinha, em Agosto lhe pica a espinha.
•Quem não debulha em Agosto, debulha com mau rosto.
•Sê em Agosto cuidadoso e aguilhoa o preguiçoso.
•Se queres ver o teu marido morto, dá-lhe couves em Agosto


Também sempre ouvi dizer , que casar em Agosto è desgosto...







segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Manhãs e amanhãs findam para Corneau...






Alain Corneau, realizador francês, morre aos 67 anos... Aqui

Não perder a música deste filme. Sublime.

domingo, 29 de agosto de 2010

Sakineh tem uns olhos muito belos... 111 cidades do mundo uniram-se pelo direito à vida, ao amor e pela abolição da pena de morte

Ontem , em Lisboa.











Novos casos de Amor, novos enganos,
envoltos em lisonjas conhecidas,
do bem promessas falsas e escondidas,
onde do mal se cumprem grandes danos:

como não tomais já por desenganos
tantos ais, tantas lágrimas perdidas,
pois em a vida não basta nem mil vidas
a tantos dias tristes, tantos anos?

Um novo coração mister havia
com outros olhos menos agravados
para tornar a crer o que eu não cria.

Andais comigo, enganos, enganados;
e se o quiserdes ver, cuidai um dia
o que se diz dos bem acutilados.

Luís de Camões

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Bom fim de semana...

Pintura de Egon Schiele

O "e" e o "se" podem levar-nos ao impossível...







E, se, talvez, quem sabe... o verdadeiro Romeu ou Julieta das nossas vidas ainda estiver para chegar mesmo depois de viver outros amores? Aos 70 anos de idade?

Nunca se sabe... como mostra esta deliciosa e inócua comédia romântica de onde do alto dos seus muitos anos Vanessa Redegrave tem uma interpretação igual às de mais com que sempre nos presenteou.

Também a viagem pela Toscânia me trouxe gratas memórias e me fez lembrar que tenho que dizer ao "Lorenzo " da minha vida que não pode morrer sem lá ir....

Os bentos de Zédalmeida


Façam o favor de se espraiar....

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Adios Nonino - Juanjo Dominguez

Coisas simples da vida....

Há um ritual que faz parte de pequenos passeios que faço aqui para os meus lados ou por onde quer que passe e haja heras, que me foi transmitido pela via paterna.

É simbólico mas que se pode tornar num enorme momento de ternura, como pedir um beijo ao oferecre a hera "roubada" ou não pedir se o objecto amado estiver ausente , mas ser lembrado com a lengalenga...



Quem pela hera passou e uma folha não arrancou, do seu amor não se lembrou...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Rabugices de VPV... Mas que fim de semana engelhado...



Neste espaço , não costumo falar de figuras públicas e muito menos comentar artigos de jornais, só de quando em vez umas pequenas ferroadas…
Mas ontem, não deixei de pensar com ironia “nos sentimentos de velhice”, uma velhice muito rabugenta, de Vasco Pulido Valente, no seu artigo de ontem, no Público.
VPV, é como eu e alguns amigos dinossauricos, militante dos TP (transportes públicos). Não conduzimos, nem carta temos. Somos assumidos e felizes.
Como eu, VPV, é da classe média, mas alta… pelos ordenados que deve auferir como professor doutor e de mais “ganchinhos” literários…
Decidiu ir passar um fim-de-semana ao Algarve, coisa que não fazia há muito,” não por falta de dinheiro, como o comum dos portugueses (da classe média) ”.
Escolheu a TAP por nacional patriotismo, como meio de transporte, em 1ª classe, e todo o esquema de viagem lhe saiu ao contrário… Esperas, atrasos, uma situação terceiro mundista com comparações hitlerianas “ á época da última ofensiva do Reich , que varrera da frente uma boa parte do exército americano “… (1945) Teve saudades salazarentas das praias da região da Ria Formosa, aonde só privilegiados tinham acesso há 30 3 40 anos atrás…
Está enjoado com a massificação do Algarve, aonde este ano as suas águas rivalizaram com qualquer praia do nordeste brasileiro, com temperaturas de 25 graus, com o ameno, a cor das rochas e a luz… impares!
Sim, mesmo com a crise, há classe média que ainda ruma ao sul, mas com outro tipo de consumo como vê quem se passeia pelo areal e como se queixam os restauradores.
Mas aonde eu quero chegar e gostaria de recomendar a VPV, é que para ir para sul, há alternativos ao avião, que eu também poderia usar, pois usufruo de preços a baixo custo por inerência familiar, mas dos quais fujo, pelo tempo que se perde.
Boas auto-estradas , que tão carinhosamente pagamos, e a quem um bom média alta personagem poderá pagar a um “chauffeur”, um comboio de alta velocidade com paisagem de sonho, ou o super confortável autocarro alta qualidade com serviço de bordo, EVA Turismo, onde com toda deferência a nossa bagagem é tratada sem os amofinamentos da nossa querida companhia aérea…
Sei que VPV não vai passar por aqui, pelo Mar à Vista, mas fica o conselho para os amigos que gostam de me visitar … que com pouco ou muito dinheiro, em época alta ou baixa, há muitas formas de rumar a sul… O que é preciso é ir para retemperar os afectos dos amigos que vamos tendo e que para nosso bem teimam em não nos deixar e nós a eles… mas sem rabugice….
Boa semana.

sábado, 21 de agosto de 2010

Bom fim de semana...

Desenho de Mafalda Folhadela, 8 anos

O sol o sul o sal
As mãos de alguém ao sol
O sal do sul ao sol
O sol em mãos de sul
E mãos de sal ao sol
O sal do sul em mãos de sol
E mãos de sul ao sol
Um sol de sal ao sul
O sol ao sul
O sal ao sol
O sal o sol
E mãos de sul
Sem sol nem sal
P ra quando enfim amor
Um sul ao sol
Uma mão cheia de sal?
O sol o sal o sul
O sol o sal o sul…

Poema de Ruy Duarte de Carvalho
(1941-2010) , in Expresso de 21/Agosto/010

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Ontem foi assim... mas hoje "o dia deu em chuva"

Praia dos Salgados, Algarve
Trapo


O dia deu em chuvoso.
A manhã, contudo, esteve bastante azul.
O dia deu em chuvoso.
Desde manhã eu estava um pouco triste.
Antecipação? Tristeza? coisa nenhuma?
Não sei : já ao acordar estava triste.
O dia deu em chuvoso.
Bem sei: o sol oprime, por ser tão ordinário, um elegante.
Bem sei: ser susceptível às mudanças de luz não é elegante.
Mas quem disse ao sol ou aos outros que eu quero ser elegante?
Dêem-me o céu azul e o sol visível.
Névoa, chuvas, escuros – isso tenho eu em mim.
Hoje quero só sossego.
Até amaria o lar, desde que o não tivesse.
Chego a ter sono de ter vontade de ter sossego.
Não exageremos!
Tenho efectivamente sono, sem explicação.
O dia deu em chuvoso

Carinhos? Afectos? São memórias…
É preciso ser-se criança para os ter…
Minha madrugada perdida, meu céu azul verdadeiro!
O dia deu em chuvoso.

Boca bonita da filha do caseiro,
Polpa de fruta de um coração por comer…
Quando foi isso? Não sei…
No azul da manhã….

O dia deu em chuvoso.

De Fernando Pessoa, in Ficções do Interlúdio
!914-1935

domingo, 15 de agosto de 2010

De passagem, para desejar boa quinzena...



São tantas as recordações do 15 de Agosto,o dia mais santo de Portugal, como diziam lá em casa, que as memórias quase se afogam no turbilhão do tempo.Fiquem pois com este pequeno trecho de "Ferragusto", uma comédia deliciosa alusiva ao 15 de agosto em Itália e à tradição.

Boa quinzena...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Memórias...

Uma passagem breve nestas férias....

Museu so sal
Local no país aonde houve sal.


Formação de sal nas salinas

Sal já pronto




Armazéns de sal , de exploração municipa



As salinas estão em vias de extinção...
Mas elas são a história de um povo em cuja região, para quem assistiu a essa faina tão dura, ainda as pode descobrir em acão nem que seja para memória futura e para que pela via pedagógica as crianças possam saber como se forma o sal completando a informação no núcleo museulógigo aberto a toda a gente....

Ficam nos Armazéns de Lavos , cheguei lá de barco, uma novidade a experimentar e bem sucedida, na Fig. da Foz. É lindo.

A natureza é bela...

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Stop...

O meu primeiro desenho no computador... como foi difícil... ,(anamar)


Desconhecia este programa na TV2 por não ser hábito abrir a mesma à hora que passa.
Hoje voz amiga falou-me dele e das temáticas.
Tive a sorte de apanhar um às 15h.
Recomendo vivamente...
E... agora por tempos indefinidos, pois nunca se sabe de pulsões blogosféricas , vou descansar e deixar-vos descansados...
Há outras coisas para pensar e viver , como os amores de verão, aqueles que duram há uma eternidade ....
Tudo de bom...

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Quem não gosta de uma boa estória????



" tudo se pode mudar, tudo, menos o sentido da paixão"... 25 anos para dizer "que te amo"....Estreou há muito, mas só agora cheguei à sala de cinema .Em boa hora.... Não percam o filme "O Segredo dos Teus Olhos", que ganhou o prémio de melhor filme estrangeiro nos Oscares de 2010.

Tema de "El Secreto de sus Ojos"

domingo, 1 de agosto de 2010

1º de Agosto...

Pobres à beira mar, de Pablo Picasso

Já sei que daqui a pouco, quando ligar para saber como está a minha bela mãe, ela me vai dizer :-primeiro de agosto, primeiro dia de inverno...
Este o provérbio primeiro assenta que nem uma luva às novas medidas que hoje começam a fazer parte da longa invernia deste país em tempo de verão...
Será que como dizia o Solnado, posso dizer, "sejam felizes"?

Claro que não, e depois é só ler AQUI.