sábado, 31 de março de 2012

"tournedos Alla Rossini"... ou as dicas da Antena 1



GIOACCHINO ROSSINI E A GASTRONOMIA


TOURNEDOS ALLA ROSSINI


O controvertido e imortal compositor italiano Gioacchino Rossini (1792-1868), notabilizou-se por criar obras-primas não apenas na área das óperas, onde é o autor de clássicos, entre eles “O Barbeiro de Sevilha”. Dedicou-se, também, à culinária como gourmet e tornou-se amigo de vários chefes de cozinha, os quais lhe dedicaram inúmeros pratos.
Seus biógrafos contam que Rossini, quando pequeno, gostou do sabor do vinho servido na missa. O famoso livro de receitas de Escoffier, que tornou-se a “bíblia da culinária moderna”, contém várias receitas dedicadas ao compositor. Muitas dessas receitas passaram das altas esferas da cozinha francesa para o mundo.
Várias referências gastronômicas podem ser encontradas na obra de Rossini, onde ele frequentemente ressaltava a abundância dos ricos com a escassez dos pobres. Em “Cinderella”, Don magnífico sonha com todas as guloseimas que o casamento irá lhe proporcionar:


“ Sarò zeppo e contornato
Vou ter muitas
Di memorie e petizioni
memórias e desejos
Di galline e di storioni
De galinhas e esturjões
Di bottiglie e di broccati
De garrafas e brocados
Di candele e marinati
De velas e marinados
Di ciambelle e pasticcetti
De pães e bolos
Di canditi e di confetti
De frutas cristalizadas e doces
Di piastroni e di dobloni
De barras de chocolate e doblonis
Di vaniglia e di caffé.”
De baunilha e café.


Rossini compôs 2 coletâneas para piano, usando nomes relacionados à culinária:


“The four d´oeuvres”, com 4 peças intituladas: Radishes, Anchovies, Gherkins and Butter (rabanetes, anchovas, picles de pepino e manteiga); e “The Four Beggars” – nome de um bolo alemão – com 4 peças intituladas: Dry figs, Almonds, Raisins and Nuts (figos secos, amêndoas, uvas passas e castanhas).


No campo da gastronomia, Rossini é o responsável pelo inconfundível sabor do Tournedos Alla Rossini, prato que marca presença nos mais elegantes cardápios no mundo todo. É sabido que o compositor foi apaixonado por trufas e foie gras, presentes em quase todas as suas incursões na cozinha, e não dispensava um peru recheado com trufas. Os tornedos que levam o seu nome, teriam surgido no hoje extinto Café Anglais, que funcionava no Boulevard dês Italliens, em Paris. Indo jantar depois de um de seus concertos, Rossini pediu ao chef Marcel Magny que desse forma concreta a um de seus delírios culinários. Mandou colocar sobre um medalhão de filé mignon uma fatia de foie gras e trufas laminadas. Contrariado por ter que atender ao extravagante pedido do cliente ilustre, Magny preparou o prato. Fez, porém, questão de escondê-lo dos outros comensais e pediu ao maitre que o servisse de costas para a salão – em francês, “en tournant le dos”, o que deu origem ao nome “tournedos”.


Hoje podemos encontrar os pratos de Rossini no mundo todo. Em Salonika, podemos saborear a Sopa alla Rossini, feita com um purê de legumes temperado com endro. Em Barcelona, encontramos o Caneloni alla Rossini – anteriormente preparado na Argentina. No “San Domenico´s” de Nova York é servido a mais nova versão dos Tournedos alla Rossini. Na “The Pazzia” de Los Angeles, o filé de linguado alla Rossini combina com a gastronomia californiana. No legendário “Raffles” de Singapura, podemos saborear Supreme de faisão alla Rossini. Em Tóquio, o “The Otani” oferece Asian Tournedos e, finalmente, o “Porto” serve o Risotto alla Rossini, feito à moda tradicional italiana.







Pesqisa google


  Trabalho de Elza de Moraes







sexta-feira, 30 de março de 2012

Bom fim de semana...

ESTE JORNAL É O ÚNICO QUE MERECE SER LIDO...

IMPRENSA FALSA, JORNAL
Álvaro comemora aprovação do novo Código de Trabalho despedindo pessoas aleatoriamente


«Olá, quero um bife! O senhor trabalha aqui há quanto tempo?», questionou o Álvaro hoje, à hora de almoço, num restaurante. «Eu estou aqui há quinze anos, doutor», respondeu o empregado. «E portanto está como efectivo, certo?», quis saber então o ministro. «Sim, sim, doutor, há mais de dez anos», explicou, muito feliz, o empregado. «Que bom! Rua! Estás despedido! Xô, parasita, que eu posso muito bem ir buscar o meu bife à cozinha», disse então o Álvaro, enquanto brindava com os seus secretários de Estado.
«Mas, mas...», gaguejou o empregado. «Ainda aqui estás?», perguntou o ministro, enquanto servia mais uma rodada. «Se não vieste aqui para comer, põe-te a andar», concluiu, enquanto virava mais um penálti.
Entretanto, o patrão do restaurante foi à mesa cumprimentar o ministro, que lhe disse: «Então é o senhor que manda nisto? Já pus um a mexer daqui para fora. Viu como é fácil? Depois ainda dizem que não faço nada. Olhe, pelo menos hoje já salvei um restaurante!»
No final do almoço, depois de duzentas rodadas, o Álvaro levantou-se, pediu silêncio à sala e perguntou: «Pedia a vossa atenção, por favor. Obrigado. Quem é que aqui ainda tem emprego?»









quinta-feira, 29 de março de 2012

Música para a noite...

Ele há cada estória...

Na vida de cada um , há sempre um príncipe ou uma princesa.... mesmo com orelhas de burro.
Não é o caso da gatinha princesa ou rainha de Ronaldo Mendes.

Millôr Fernandes , 1924-2012



Poeminha Tic-Tac

Ontem
O mundo de amanhã seria novo
Hoje,
O mundo de amanhã já constatado
E antes
Que novos amanhãs despontem
Há muitos qe só pedem
O mundo de anteontem.

Millôr

quarta-feira, 28 de março de 2012

Sons...



Há quartas assim...

.A MEDIDA DO ABISMO




Não é o grito
A medida do abismo
Por isso eu grito
Sempre que cismo
...Sobre a tua vida


Tão louca e errada...
- Que grito inútil!
_Que imenso nada!

Vinicius de Morais

 Pintura de GEORGE TOOKER

terça-feira, 27 de março de 2012

Cheguei a tempo de entrar na festa do teatro...

"A arte sempre foi isto - interrogação pura, questão retórica sem a retórica - embora se diga que aparece pela realidade social"

Samuel Beckett

sábado, 24 de março de 2012

quarta-feira, 21 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012

A minha rececão à Primavera. Bem vinda seja a sua continuação...


Foi acrescentado mais um quadro à obra de Vincent Van Gogh: “Natureza morta com flores do prado e rosas”, é uma pintura em óleo que foi feita por cima de uma outra, da autoria do artista, que representava dois homens praticando luta livre. As flores do prado e rosas de Van Gogh estarão expostas a partir desta terça-feira, primeiro dia da primavera, na Holanda.

2+2= 4 , 5, 6... ao que "ELES" quiserem...

Em 2011, a EDP pagou a António Mexia 1,04 milhões de euros, sendo que 32% deste valor corresponde a remunerações variáveis. Os sete membros do conselho de administração da EDP receberam no total 6,09 milhões de euros, o equivalente a 12.569 salários mínimos em Portugal.


Eu, também hoje recebi a fatura da EDP, valor de 2 meses, 153 euros, que, depois de discutir estimativas, recuperei 17 euros.
IMI, que aumentou nove vezes mais em relação ao ano anterior.
Recebi menos 200 euros no meu salário.
Terei dinheiro para o PROZAC? Sim, porque isto não vai ao sítio com chá de VALERIANA.
E o povo continua manso....

Pintura de homem pensativo de Alison Hill

segunda-feira, 19 de março de 2012

O dia 19 não vai acabar ...


O dia não vai acabar, meu pai, sem contigo conversar, ou as palavras que já não te direi... Como dizia a nossa velha senhora avó :- "olhos que te viram"...
Mas eu vejo-te ainda querido pai Costa, todos os dias , e cada vez mais cada ano que passa, com mais saudade...
Lembro-me dos desenhos que te fazia que mais tarde foram substituídos pelo cartão postal com a figura de S. José, o carpinteiro.
Mas sempre continuei a rever-me nos bilhtes e desenhos que o teu neto António fazia e os meus alunos cumpriam num ritual agendado em cada início de ano letivo.
Assim foi. E assim será no dia em que o primeiro neto (a) aparecer e eu lhe pedir para desenhar corações, pois é nesse órgão que dizem o amor sentir-se com mais força....

Ouvindo...

domingo, 18 de março de 2012

Já falta pouco...


Breve, breve , apanho uma boleia para Bruxelas. Vou matar saudades e ver o tão desejado e recente museu (2009) de René Magritte.
Deixo-vos aqui um site com fotografias performativas  muito interessantes, baseadas em trabalhos de Magritte.
http://www.flickriver.com/photos/chando/sets/72157619389739500/

On the road... para a vossa noite...

As palavras dos outros....

Uma das coisas que nos diferencia é a necessidade de transformar os sonhos em realidade. Oferecemos por isso um trono ao coração - distinguimos a importância dos momentos pelo seu bater, deixamo-nos levar e dedicamos-lhe poemas e sacrifícios. Fazemo-lo sabendo que o coração nunca nos dá respostas. Abre-nos portas, ilude-nos com esperança e depois ficamos por nossa conta. Convém então que, nos amores e no resto, só decidamos o que é importante quando as suas batidas não abafarem tudo o resto.
Surripiado a Luís Osório, na virtualidade do FK. Luís é grande a pensar , logo, a escrever...
 Pintura de Paul Jacoulet, 1902-1960

sábado, 17 de março de 2012

Desencontros... Há sábados assim...



E, cada um  seguiu o seu  caminho...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Bom fim de semana... É um desejo meu



Ouçam mesmo...
Benny Goodman, é bom para a depressão que se começa a instalar nas nossa almas.
Pode-se ser feliz neste país?
O Sol não  basta, só aquece...

quinta-feira, 15 de março de 2012

O tempo faz caretas...

                                           Pintura de Carlo Maiolini


O TEMPO FAZ CARETAS

Visto que não há regresso
E o tempo está de mau cariz,
Viremos o dia do avesso
Para ver como é, primeiro.

A carranca de um velho ou o traseiro
Prazenteiro dum petiz?

De Alexandre O'neill, TEMPO DE FANTASMAS, 1951

quarta-feira, 14 de março de 2012

Descobertas desconcertantes...

A fantasia não tem dimensão.
Descobri este pintor polaco, Jacek Yerca que nos oferece paisagens e um um mundo de casas de pura fantasia.
Deliciem-se... Amnhã há mais.
E, veio-me à memória , Le Douanier Rosseau.

"my last day"... Goldman Sachs...



Algo anda a cheirar mal de mais. Há que mudar de "bacia"....

Cartoon surripiado a "Conversas na Pastelaria"....

Pensar em voz alta...

O meu amigo, disse-me que me levaria à pesca. Lá mais para o verão. E, eu quero acreditar...

Leituras...


Lembras-te jóia, daquele bacalhau
que comemos em Viana do Castelo?
Parece que foi ontem, mas já lá vão dez anos!
Ainda tinhas muito cabelo...


Chovia nesse dia, bem me lembro.
Deixaste  no comboio o guarda-chuva.
Quem te mandou levar toda a viagem
a fazer olhinhos à viúva?

Contos largos... Mas quando o bacalhau,
Como tu disseste: deu à costa,
esqueceste o guarda-chuva e a viúva
e perguntaste a mim: góta não góta?

Ó jóia! E o azeitinho! Aquilo sim!
P'ra comer só no Norte, só no Norte!
E depois... Na pensão... Os pés juntinhos...
Foi mais forte do que nós, muito mais forte!

TROMPE L' OEIL, de Alexandre O'neil

terça-feira, 13 de março de 2012

Há noites assim... :))

Até logo...

                                             Interior de Museu (?) de Arte Nova, Aveiro

Para "ouver" baixinho...



Pregão antigo :
- Barriquinhas de ovos moles, arrufadas de Coimbra... Água do Luso....

Estou chegando...



Estou chegando...
Pela Beira Litoral andei. Muita humilhação vi no património urbano das três principais capitais de distrito .
Deste Museu de Arte Nova de Aveiro, que abriu há duas semanas, neste belo edifício, hei-de falar...
Museu, "jamais"... Mas poderia ser uma bela "casa museu".
E, olhem que o país tem bons técnicos na área da concecão museulógica. Há que os procurar e convidar.
Boa semana...

sexta-feira, 9 de março de 2012

10 de Março e os desejos de bom fim de semana...

O tempo está quente, de praia, quem sabe, para quem está perto ou faz por ir.
Nós por cá,  nem sempre bem...
Ausente de visitas aos meus blogues de eleição aos amigos de há muito. Há sempre razões.
Mas o bom filho à casa volta um destes dias.
Bom fim de semana...

Pintura de Martial Raysse, 1964

9 de Março

Gosto muito desta revista brasileira, BRAVO !, das quais tenho uma boa coleção.
Desde os conteúdos à qualidade gráfica, há todas a s razões para ser gostada.
No nº de fevereiro, gostei de ler a entrevista feita a FHC, onde fala da sua mulher Ruth, a quem agora foi feita uma homenagem pelo seu legado académico, atuação política e a vida doméstica da antropóloga, que tem ensaios reunidos em livro.

Uma mulher, que aparentemente, viveu em segundo plano "por se sentir intelectualmente insegura" e de baixa autoestima pessoal.

BRAVO! - Entretanto, não gostava que a chamassem de 1ª dama.
FHC - Ruth, na verdade, refutava o conceito muito norte-americano de que a primeira -dama ocupa um cargo. "Não, quem ocupa um cargo é o presidente da República", argumentava. "Ele, sim, tem a obrigação prevista pela lei. A primeira-dama precisa apenas de se manter autónoma e desempenhar os papéis que julga adequados. Cada uma deve agir melhor sem tarefas definidas."

BRAVO! - Insegurança? Não dava a menor impressão?
FHC- De fato : Os inseguros costumam parecer afirmativos. No fundo, Ruth ignorava o própio valor. Não possuia uma autoestima muito elevada. A minha sempre se revelou maior. Tanto que,  em casa, meus filhos brincam: "Pai, você precisa fazer uma liposapiração no ego!"

Bom ... e isto veio a talhe de foice pois desconhecia a personalidade de Ruth Cardoso.
E lembro-me sempre de mulheres a quem foi pedido ou contornda a fórmula de ficarem em segundo plano... pois também ficariam na história. E, às vezes assim é...

quinta-feira, 8 de março de 2012

Boa noite...

As palavras dos outros...


Ser Mulher também é
DAR
o seio
o ventre
a seiva
e a semente
DAR
a vida
a força
a ternura
o saber
e a verdade
ao fim do dia
esquecer o cansaço
na loucura de um abraço
e
SOBRAR...
sobrar mulher inteira em liberdade
(Dia Feliz)


As palavras dos outros. A minha gratidão, ERA UMA VEZ.
Não tenho palavras para este dia. Há-as em excesso, proferidas por rotina e por  protagonismo do dia.
Na vida , são precisos atos e obras, no ser e no viver.
Contudo , MULHERES, façam por ser felizes, pois de vós , de nós brota a vida.

Programa para hoje... desde que viva em Lisboa, ou...

Se o S. Jorge, falasse, tinha muitas estórias para contar....

quarta-feira, 7 de março de 2012

Conclusão do dia anterior...

"O mundo está em processo, e o processo ainda não transitou em julgado. Ninguém sabe o que está em questão na História do mundo e na História dos homens. A História lê-se do fim para o princípio e precisamente o fim ainda não chegou."
Anselmo Borges, 2008, in DN

Pois para concluir o post anterior, depois de um serão *****, com um naipe de convidados, "créme de la créme", com um Frei Bento Domingues sempre no seu melhor, metaforizando permanentemente a sua relação com Deus e com os Homens, ei-.me perante uma sala quase vazia...
Por onde andam os homens e mulheres desta terra? Por onde andam os alunos e professores das escolas figueirenses?

Certamaente pelo FK...
O tema não era fácil, mesmo "transcendente", mas é preciso pôr a pensar e a questionar o que não é o óbvio da vida em que estamos inseridos...


*fotografia antiga do Casino da Figueira, Salão de Inverno, agora com mesas e uma decoração "horribilis". Um sinal do tempo na decoração com muito mau gosto.

terça-feira, 6 de março de 2012

Perguntas ao tempo que passa...

"O espírito unifica os três modos do tempo numa certa simultaneidade: pela memória, temos o passado no presente; o presente actual temo-lo pela atenção; o futuro torna-se presente enquanto o esperamos."
A. Borges (citação) , padre e professor da Faculdade de Letras de Coimbra

Hoje, irei até ao Casino da Figueira  que se tornou um espaço de cultura ou a boa maneira de utilizar o dinheiro "sujo"...
«O CORPO, O TEMPO E DEUS» em debate com o Prof. Doutor Anselmo Borges em torno do seu livro «Corpo e Transcendência». Vai ser moderado por Carlos Magno e contará com a presença de Frei Bento Domingues, Daniel Serrão e José P. Pereira.
Estar pela santa terrinha passa já por algumas escolhas que tornam a estadia mais saudável  num local onde o tempo parece ter parado.

segunda-feira, 5 de março de 2012

O olhar dos outros

Proibido virar à esquerda ou sinais dos tempos?
Nem os bichinhos sabem, mas também nem para aí estão virados.

Ouçamo-lo... Faz bem à alma

sexta-feira, 2 de março de 2012

Um bom fim de semana...

As palavras dos outros... José Gomes Ferreira

José Gomes Ferreira foi dar um pequeno passeio antes de se deitar. E, escreveu.

Boas noites, árvore.

E toquei-lhe com as mãos.
- folhas de sol cansado
na Primavera arrefecida.

Boas noites, árvore.

Mas a árvore não respondeu
no seu atavio
de luar fosco.

Senti apenas o arrepio
do vento com as mãos de carne no meu rosto.

In, Poesia Completa. IV

Entre o verbo e o adjetivo... ser governado, podia ser bem mais simples. Os defeitos humanos no seu auge...



"Ser governado significa ser observado, inspecionado, espiado, dirigido, legislado, regulamentado, cercado, doutrinado, admoestado, controlado, avaliado, censurado, comandado; e por criaturas que para isso não tem o direito, nem a sabedoria, nem a virtude... Ser governado significa que todo o movimento, operação ou transação que realizamos é anotada, registada, catalogado em censos, taxada, selad...a, avaliada monetariamente, patenteada, licenciada, autorizada, recomendada ou desaconselhada, frustrada, reformada, endireitada, corrigida. Submeter-se ao governo significa consentir em ser tributado, treinado, redimido, explorado, monopolizado, extorquido, pressionado, mistificado, roubado; tudo isso em nome da utilidade pública e do bem comum. Então, ao primeiro sinal de resistência, à primeira palavra de protesto, somos reprimidos, multados, desprezados, humilhados, perseguidos, empurrados, espancados, garroteados, aprisionados, fuzilados, metralhados, julgados, sentenciados, deportados, sacrificados, vendidos, traídos e, para completar, ridicularizados, escarnecidos, ultrajados e desonrados. Isso é o governo, essa é a sua justiça e sua moralidade! ... Oh personalidade humana! Como te podes curvar a tamanha sujeição durante sessenta séculos?"
Pierre Joseph Proudhon

Surripiado a um amigo facebokiano.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Março, marçagão...



Março virado de rabo é pior que o Diabo.